Read Filosofia Para Corajosos by Luiz Felipe Pondé Online

filosofia-para-corajosos

O objetivo deste livro é ajudar o leitor a pensar com a sua própria cabeça. Para tal, o filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé, autor de vários best-sellers, se apoia na história da filosofia para apresentar argumentos para quem quer discutir todo e qualquer tipo de assunto com embasamento. Afinal, os grandes filósofos estudaram, pensaram e escreveram sobre os temas essenciO objetivo deste livro é ajudar o leitor a pensar com a sua própria cabeça. Para tal, o filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé, autor de vários best-sellers, se apoia na história da filosofia para apresentar argumentos para quem quer discutir todo e qualquer tipo de assunto com embasamento. Afinal, os grandes filósofos estudaram, pensaram e escreveram sobre os temas essenciais com os quais ainda lidamos no mundo contemporâneo. O livro está dividido em três partes: “Uma filosofia em primeira pessoa”, onde o autor conta como ele entende a filosofia; “Grandes tópicos da filosofia ao longo do tempo”, que traz um repertório básico dos temas que todo mundo precisa conhecer mais a fundo; e “Por que acho o mundo contemporâneo ridículo?”, uma análise ferina da sociedade atual....

Title : Filosofia Para Corajosos
Author :
Rating :
ISBN : 9788542207514
Format Type : Paperback
Number of Pages : 192 Pages
Status : Available For Download
Last checked : 21 Minutes ago!

Filosofia Para Corajosos Reviews

  • Mauricio Martinez
    2019-02-18 23:47

    No geral, um livro interessante, com tópicos bem pertinentes. Várias passagens com afirmações de impacto, mas com fundamentações rasas, parecendo mais opinião pessoal do que fruto de um trabalho mais cuidadoso de filósofo. Tem mais pegada de colunista do que de escritor. Uso excessivo de expressões como "é uma bobagem", "ignorantes", "inteligentinhos", "mentirosos", "chatos", "picaretas", "idiotas", tiram um pouco a seriedade do trabalho.

  • Danielle Aleixo
    2019-02-22 04:10

    Aborda temas interessantes, mas com uma overdose de fatalismo, pessimismo e generalizações. É , contudo, de fácil leitura e incita o aprofundamento na investigação de temas filosóficos centrais.

  • Bruno Santiago
    2019-02-18 04:49

    Convenhamos, o que menos tem nesse livro é filosofia e "pensar com minha própria cabeça". O autor nos mostra diversos argumentos, mas sempre dando enfase naqueles que ele acha correto, fazendo com que o leito aprenda a pensar do modo dele, e nao sozinho.

  • Felipe Corrêa
    2019-02-20 23:43

    Livro estruturado em capítulos curtos, o que faz a leitura fluir. Pondé aborda assuntos interessantes, porém, sempre considerando o seu ponto de vista como o mais correto (o que em filosofia é um grande problema). Faz pensar nas questões de uma maneira muito peculiar, mas não por conta própria, como sugerido pela capa, uma vez que expressa sempre a parcialidade do autor em relação ao tema abordado. Não recomendaria para quem está começando a ler livros sobre filosofia, pois pode dar a impressão de que o papel dela seja apenas o de criticar tudo ao redor. Porém não considero um livro ruim pois nos faz pensar nas questões por uma perspectiva mais desafiadora e desinibida.

  • André Miyoshi
    2019-02-21 03:55

    Um livro com boas reflexões e que não tem medo de expor opiniões que talvez não agradem o leitor mas que o faz pensar sobre o mundo em que vivemos de uma forma diferente.

  • João Rodrigues
    2019-02-25 23:48

    O título do livro é incoerente. Mais adequado seria se chamar "Nomenclatura Filosófica Básica Pra Haters". Pondé cita inúmeros autores sem se aprofundar em nada ("porque não me chamo Google", segundo o autor) apenas para destilar críticas irascíveis a tudo e a todos. Velhos, casais sem filhos, casais com muitos filhos, donos de cães, pessoas saudáveis, magros, gordos, hippies, comunistas, consumistas...basicamente tudo o que não se enquadra no que o autor considera ser o correto: ele próprio ou o ideal bizarro de homem do alto neolítico.Toda essa demolição não oferece respostas ou ao menos soluções utópicas. Ou seja, a impressão que temos é que lemos um comentário longuíssimo feito por um hater anônimo achando ser um intelectual. Feio, muito feio.

  • Pablo
    2019-03-12 04:50

    Pense com a própria cabeça. não, o livro não vai lhe proporcionar isso, nem lhe permitir tempo para isso. o autor, a partir de seu pedestal da verdade irá lhe passar sua verdade absoluta a respeito dos mais variados temas, de forma quase arrogante e rasa, como uma piscina infantil de 1000L. o que o livro de fato faz é mostrar a filosofia do autor em suas próprias palavras. o autor passa a impressão de uma pessoa ranzinza, sem paciência para com o mundo, dando respostas enfáticas a respeito de temas que merecem discussão profunda. uma pena.

  • Maximiliano Santiago
    2019-03-11 02:04

    Um bom livro para nos fazer repensar o tempo contemporâneo. Pondé dá uma pincelada em todos os paradigmas do mundo moderno e como somos totalmente entregues a ele como se fossem uma formula que deu certo. Tudo isso feito em uma linguagem acessível e sempre nos levando a pensar nas nossas vidas sem dar formulas de resolução do mundo.

  • Gustavo Pellenz
    2019-03-18 06:46

    É bom para quem quer iniciar na filosofia, como eu. Te faz querer se aprofundar mais com outros autores (inclusive o próprio autor dá dicas de outros livros). Pode ser que, por a minha opinião ser muito parecida com a do autor, eu tenha gostado mais ainda. Mas ele te dá abertura pra pensar o que você quiser e puder. Indico!

  • Daniel Paiva
    2019-03-14 02:47

    Marquei como lido: "Filosofia para Corajosos".

  • Thiago
    2019-02-15 23:49

    Por que "Filosofia para corajosos"? Acredito que é, principalmente porque o autor se considera corajoso, e o motivo de ele se achar assim é pela maneira que ele pensa, não tanto pelo que diz. Se realmente o é, é discutível. A premissa do livro é de fazer o leitor ter a sua própria filosofia, pensar com a sua cabeça. Por isso o autor fala de diversos assuntos e tenta ser abrangente em explicá-los a partir de diversos pensadores diferentes. Então, imagina-se, o leitor é livre pra escolher o que quiser. Mas não é bem assim. O problema é que ele é tão descaradamente favorável a algumas idéias em detrimento a outras, que isso transparece no texto muito antes de ele se posicionar, de fato. O que ele sempre faz. Então esse papo de liberdade de pensar não chega a ser bem verdade, porque acaba havendo aí uma tentativa de indução, a qual eu gostaria de crer que é involuntária. Viram, acabei de induzir o leitor desse parágrafo a achar que ele faz de próposito. Pois bem, o livro faz isso o tempo inteiro. Mas voltando a coragem. Ao deixar claro o que pensa, nota-se que o autor tem uma tendência ao niilismo (embora negue), não acredita na racionalidade do homem, tampouco tem fé em qualquer religião ou na vida após a morte. Não confia no homem. Deixa bem claro que não acredita também em política. Acha que a educação é geralmente inútil e só dá aula pois isso alimenta o próprio ego (se diz "viciado" em abrir os olhos dos alunos ao conhecimento). E vivemos na época mais ridícula de todas. Imagino que reunir todas essas características deva ser um pouco difícil do ponto de vista emocional, acreditar que nada tem sentido pode ser desesperador. Talvez, apenas talvez, ele não se sinta desesperado, pois julga-se...corajoso? Apesar de tudo isso, pontos positivos: a leitura é bem fluída, capítulos são curtos (por vezes são tão curtos que fiquei com a impressão que ele teve de terminá-los, pois ainda faltou explicação). É muito bom em atiçar a curiosidade sobre vários conceitos filosóficos (ainda mais para mim que sei pouco). E é engraçado, ele constrói umas frases muito engraçadas - geralmente num tom meio "cafajeste amargurado", mas dá pra dar umas risadas.

  • Fernando De Lima
    2019-02-18 05:42

    O livro é interessante e me faz imaginar sentado em um daqueles programas do Café Filosofico que passam na Tv Cultura e podem ser encontrados no Youtube. Pra mim pessoalmente trouxe interessantes reflexões sobre o conceito de felicidade no mundo contemporâneo, ética e moral. Acho que a ultima parte do livro é a melhor. O que me desagrada, e ai não sei se cabe uma critica ao autor ou a todos os filósofos é o pessimismo sobre tudo, é o terceiro livro de filosofia (todos autores brasileiros) que leio e em todas as obras notei uma certa falta de fé na humanidade. Talvez seja essa a conclusão dos filósofos de tanto estudar as questões humanas. Outro ponto incomodo é que o autor cumpre o que promete no começo do livro e bate de frente com diversas questões como desigualdade social, política e religião. O problema é que ele usa uma linguagem agressiva (na verdade ele está sendo autentico) e ao meu ver tenta fazer você se curvar a visão dele de mundo. O trecho abaixo quando li quase é uma descrição dele próprio (e aqui vou emprestar a agressividade e sinceridade do Pondé):"Quando um intelectual abraça uma causa, passa a ser um picareta. Basta ver no tom indignado com o qual fala ou escreve sobre como o mundo deveria ouvi-lo, e você saberá que está diante de um picareta do pensamento."De qualquer modo, me agrada esse tom provocativo e ofensivo de refletir sobre as questões de nosso tempo e certamente lerei outras obras do mesmo autor no futuro.

  • Filipe
    2019-03-03 00:03

    Sabe aquele sujeito bastante inteligente, amigo ou desconhecido, que você encontra bêbado no bar e começa a conversar? Ou melhor, a ouvir todas suas ideias?É como esse livro, não há embasmento científico nenhum para as afirmações apresentadas, apenas postulações, o que pode ser ser justamente o ato de filosofar, a fim de visualizar além da bolha dos nossos pensamentos cotidianos. Adoro filosofia, e esse livro entreteu um pouco, porém não houve nenhuma imersão, apenas baforadas filosóficas sobre vários temas, você o termina e parece que não aprendeu nada, embora saiba que foi divertido, como o encontro com o sujeito mencionado.

  • Egnaldo Herling
    2019-03-12 06:54

    Eu estava procurando por um livro para servir de introdução à Filosofia. Acho que o livro não tem só esse propósito, como o de também democratizar alguns temas da filosofia e digerir o mundo moderno e suas aberrações em termos simples. Achei curioso um livro com 'filosofia' na capa fazer sucesso e estar em destaque em tudo o quanto é lugar. Estudou filosofia no Ensino Médio, mas não entendeu nada, nem entendeu o por quê daquilo? Acha o mundo contemporâneo uma aberração, mas não sabe bem o por quê? Quer ler alguma coisa útil e poupar seus neurônios dos livros de auto-ajuda? Gostaria de se tornar menos boçal, mas não sabe por onde começar? ESTE LIVRO É PARA VOCÊ!

  • Nico Nico
    2019-03-13 05:50

    A leitura flui pela estruturação de capítulos curtos. Pouquíssima seriedade e um autor parecia sempre um mala insatisfeito, argumentação razoável e cheia de generalizações todavia aborda tópicos pertinentes na filosofia.

  • Yuri
    2019-03-12 04:05

    Excelente e desafiador. O Autor abre diversas discussões sobre assuntos contemporâneos aplicando, em parte, sua opinião sobre eles e instigando o leitor a pensar. Leitura corrente, sádica, ácida e tipica de um fã de Nelson Rodrigues. Faz jus ao título.

  • Leandro Neumann
    2019-02-22 05:03

    Muito bom o livro. Apesar dos capítulos serem curtos, o autor é direto e claro, de forma que consegue dizer muito em poucos parágrafos.

  • Landwehrle
    2019-03-16 23:52

    essential!

  • Luciano
    2019-02-26 03:57

    Um livro curto com uma linguagem bem simples. A maioria das ideias é interessante. Só li verdades. Achei o título presunçoso. Não precisa-se coragem. Só um pouco de discernimento.

  • Anderson Fedel
    2019-02-27 04:46

    Questão pessoal, não gosto do estilo dele. Conteúdo não deve ser deprezado, de forma alguma, porém não leria outra obra do mesmo autor.

  • Lorenzo Vendramini
    2019-03-11 02:56

    Ótimo. ajuda a sair da caixa :)

  • Ademar Alves de Oliveira
    2019-02-23 04:48

    Obrigado Pondé por trocar a medicina pela filosofia.

  • Luiza Magalhães
    2019-02-16 00:55

    Um tanto debochado e crítico sobre a nossas relações e a visão de mundo da atual sociedade. Pondé traz a história da filosofia e faz uma análise sobre questões religiosas, políticas, culturais, sociais.. recomendo a leitura!!

  • Ricardo
    2019-03-18 07:02

    No estilo acessível e direto característico de seus escritos, Pondé discorre, em breves capítulos, sobre a filosofia e algumas inquietações de autores clássicos e modernos sobre elas, fazendo ao final algumas provocações à sociedade contemporânea, várias das quais aqueles familiarizados com seu trabalho já conhecem de antemão. Boa leitura, instigante e somente incômoda à turma dos politicamente corretos, que não estão acostumados a lidar com opiniões contrárias e ver questionamentos a seu estilo de vida "cool" e engajado. No mais, as críticas do autor à busca incessante por "felicidade" e por "um mundo melhor" podem parecer um tanto sombrias, mas são interessantes e merecem reflexão.

  • Luis Felipe Fernandes
    2019-02-21 06:42

    Filosofia é só o nome que o autor dá pra opiniões dele. O livro é cheio de discussões interessantes, porém com o único objetivo de empurrar a opinião do autor, ao invés de incitar o raciocínio e reflexão do assunto. Todos os argumentos são de opinião própria do autor e não vieram de nenhum estudo aprofundado do assunto.

  • Felps Augusto
    2019-03-06 04:11

    Recomendo, Pondé com seu tom jocoso, nos traz uma forma divertida de vermos a filosofia, o que torna a leitura pra lá de agradável, principalmente para leitores como eu, que tinha conhecimento raso sobre o assunto.

  • Gilmar
    2019-02-20 02:59

    Um livro bacana com abordagens interessantes sobre questões que permeiam nosso dia a dia, mas o tipo de linguagem utilizada está mais para um bate papo ou uma palestra do que para um livro de filosofia. O pecado maior, no meu ponto de vista, é ausência de uma lista de referências bibliográficas.